segunda-feira, 1 de outubro de 2007

A ciência e os problemas humanos.

Acompanhando a evolução da ciência vejo que muitos acreditam ser ela capaz de resolver todos os problemas. Através dela conseguimos medir a distância entre planetas, velocidade dos objetos, cura de doenças. Mas doenças físicas.

Por que a ciência não consegue resolver o egoísmo, o individualismo, a infelicidade ou a falta de solidariedade? Sabe por que? A resposta provavelmente está no fato de todos esses problemas não serem do campo da ciência, mas sim da alma do ser humano.

A ciência dificilmente vai nos proporcionar a felicidade em cima daquilo que temos, em função da beleza do nosso ser. Vivemos aprisionados nos padrões da sociedade. Padrões de beleza e de consumo. Isso tem nos feito envelhecer, tem nos tornado escravos dos nossos fracassos.

Não vivam presos às suas emoções, nem tampouco se deixem esmorecer pelas tentativas mal sucedidas de mudar seu estilo de vida. Preocupações em demasia, juntamente com pensamentos acelerados, nos tornam prisioneiros de nossas emoções.

Aprecia a beleza presente nas coisas mais singelas, procure dedicar um pouco do seu tempo a extirpar a miséria que assola nosso mundo. Ao invés de dedicar sua vida ao trabalho, procure trabalhar em função da sua vida. Viva a vida com prazer.

Nossa vida requer que sejamos extremamente observadores, para que, através das observações, possamos superar os obstáculos que se encontram à nossa frente. Quer seja pelo fato de transpormos as barreiras ou até mesmo por alcançar um atalho ou quem sabe retomar o início da jornada e começar tudo de novo de forma a fazer diferente.

Não tenha vergonha de errar e começar de novo.

Um comentário:

luma disse...

Pessoas infelizes são aquelas que não aceitam o próprio modo de ser e se espelham em modelos que nunca irão obter. Uma vida jogada no lixo, por assim dizer! Bom dia! Beijus, luma