quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Sacrifício - Vocação.

Como cristão uma das coisas que sempre ouço e procuro apreender no meu dia a dia é a passagem onde Jesus diz que todos os que querem segui-Lo devem deixar tudo para trás. É difícil para nós, seres humanos, nos abstermos de tudo aquilo que conquistamos durante nossa vida. Uma vida digna requer esse tipo de sacrifício.

Quando é que nos dispomos a fazer um trabalho voluntário? Ou até mesmo uma coisa mais simples que é ficar em casa e dar atenção total aos filhos? Penso que uma das poucas maneiras que temos à disposição para tornarmos o mundo um lugar melhor para se viver é abdicar de coisas que julgamos importantes em prol de outras que certamente são mais importantes ainda (mesmo que não aparentem ser).

Como fazer essa distinção? Bem, acredito que cada um de nós tem um chamado na vida. Conheço algumas pessoas que receberam um chamado missionário. Admiro-as por isso. Pessoas que abriram mão de seu conforto para estar à disposição de outras. Eu mesmo me pego pensando nisso: por qual motivo, mesmo tendo ao meu redor meus irmãos que são tão bem sucedidos, não sou assolado pela vontade de me tornar rico? Ainda não descobri a resposta. Talvez alguém me diga que o simples fato de não sê-lo já é uma boa resposta, afinal nem todos nesse mundo nascem para serem ricos. Eu até já coloquei a culpa no meu transtorno (TDAH), mas a verdade é que preciso descobrir qual o meu verdadeiro sonho, e deixar os “e se” para trás.

Gostaria de encontrar dentro de mim a capacidade de me dedicar mais ao próximo e ajudar a ascender uma chama em seus corações. Não quero e não preciso de glória nem de honra, pois elas pertencem a Jesus. Não quero ser como um general na guerra, que fica ao longe, traçando estratégias para as batalhas, enquanto seus soldados morrem no front. Quero sim fazer parte do todo, estar à frente no campo de batalha. Peço a Deus que me permita alcançar esse ponto da vocação cristã, mesmo sendo ciente de minhas fraquezas.

Um abraço a todos.

2 comentários:

Grási disse...

Léo, sempre leio seus posts, e esse resolvi comentar. Também me questiono sempre esse ponto do "deixar tudo para trás"... até que ponto estou pronta pra abrir mão do que tenho como meu - físico ou sentimental, para ir de encontro aos meus anseios espirituais? É tão difícil abrir mão de coisas meramente banais, quê dirá do que realmente nos importa... Mas estamos no mundo, e não há como fugir das coisas mundanas. São as ferramentas que Deus nos dá para nosso aprendizado. O que na verdade hoje tenho como regra é priorizar as coisas de acordo com o meu coração.
Outro dia eu, Lu e Clebinho estávamos conversando, e ela falou mais ou menos assim: "na minha vida, eu sempre busquei ter uma certa tranquilidade, economizar e ter uma casa, não me embolar em dívidas, etc. Já a Grási gosta de viver o momento, não se preocupa com o para frente. Cada um é feliz de um jeito." E é por aí. Tem uma frase que gosto muito, porque sintetiza a compreensão do momento do outro: "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". Acho que, sabendo o que se quer, fica mais fácil nortear nossas ações, priorizar as coisas, saber do que estamos prontos para nos despreendermos.... Acho que é mais ou menos por aí. Na família, no trabalho, em qualquer lugar, temos várias oportunidades para a ESCOLHA. O que rogo sempre a Deus é que me ajude a ser justa e sensata, auxiliando o próximo no que me for possível. E se eu fraquejar, que me perdoe, que minha consciência seja meu guia, para que eu levante e continue em frente.
Abração procê.

Lucila disse...

Lembre-se de buscar lá no fundo de seu coração, aquilo que te motiva.
Sei que se questiona a todo instante sobre a sua verdadeira vocação, ou sobre aquilo que te realiza. Tenho certeza que Deus tem um grande propósito em sua vida. Mas saiba que mesmo durante o tempo que vc faz "aquilo que não te dá prazer", vc abençoa vidas ao seu redor, seja através de sábias palavras escritas em seu blog, ou através das palavras certas durante momentos de angústias. Já te disse diversas vezes que vejo o brilho em seus olhos quando vc fala da palavra de Deus. Deus te deu um grande dom, agora basta descobrir qual a melhor forma de usá-lo. Quando vc parar de focar sobre aquilo que não deu certo durante a sua vida e passar a focar nas vidas ao seu redor, acredito que Deus encherá seu coração de alegria, ao ver as vidas que abençoou.
Te amo!