quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Time is Money.

Por que controlar o tempo? Essa é uma pergunta que ouço muitas vezes. Por convicção acredito que por duas razões, o atraso é um dos nossos piores inimigos.

A primeira razão todos nós conhecemos. Quem é que nunca ouviu a frase: “Tempo é dinheiro?”. Todos pensam assim. A empresa que você trabalha pensa assim. Seus pais pensam assim. Seus namorados, maridos e esposas pensam da mesma maneira. Lembre-se: enquanto você está envolvido em uma tarefa, seja ela qual for, não pode assumir outra. Dentro de uma empresa, se o tempo de uma atividade se estende, ela tem que colocar outra pessoa para cumprir aquele trabalho. Além do mais, os clientes da empresa não gostam de atrasos.

Em qualquer relacionamento, saber cumprir prazos é fundamental para que esse relacionamento se torne duradouro.

Uma sugestão boa para aqueles que não conseguem ser pontuais é sempre contar com os imprevistos. Toda atividade, qualquer que seja ela, até mesmo um simples banho, pode apresentar um imprevisto. Imagine se o chuveiro queima... Outra sugestão é fazer uma coisa de cada vez. Tenha em mente o tempo que você gastará para fazer cada uma das suas atividades. Outra coisa: aprenda a delegar. Procure sempre alguém que possa ajudá-lo em seus afazeres. Nem que seja pedir ao seu irmão mais novo que coloque a roupa suja no cesto de roupa. Dessa maneira você estará ganhando um tempo precioso e não deixará a sua namorada (o) esperando.

Bom, é isso. Eu digo para quem quiser ouvir que sou extremamente chato com horário. Na verdade chega a ser quase uma obsessão. É uma coisa a ser trabalhada em minha vida. Nenhum extremo é sadio, todavia no ambiente corporativo que trabalho, os prazos são muito importantes e devem sempre ser cumpridos.

Pensem nisso: Ao atrasar, vocês estão tomando o tempo de alguém, ou seja, algo que não lhe pertence.

Um abraço a todos.

Um comentário:

Rafael Reinehr disse...

Concordo plenamente, e sou igual. Uma vez que alguém se atrasa, está tratando ao outro com menosprezo, demonstrando desrespeito por outrem, já que julga que seu tempo é mais importante do que o dessa pessoa.

Bom texto.